Invent

Dívida de sono: saiba o que é e como “pagar”


 

Nós seres humanos passamos cerca de um terço das nossas vidas dormindo. O sono é essencial para uma vida saudável, porém nem sempre conseguimos atingir um sono realmente reparador e reflexos dessas noites mal dormidas se mostram nas atividades do nosso dia-a-dia. Essa “dívida de sono” que acumulamos com essas noites mal dormidas podem ser pagas com algumas mudanças de hábitos e medidas simples.

Primeiramente, é preciso lembrar que o sono é um processo que precisamos passar diariamente, pois é durante o sono que ocorre o controle da temperatura corporal e a produção de hormônios como, por exemplo, o do crescimento. Dormir mal ou dormir pouco durante a noite pode acarretar no dia seguinte em dores de cabeça, sonolência, alterações de humor e menor rendimento intelectual. Em longo prazo, essa “dívida de sono” pode gerar problemas ainda mais graves como obesidade, maior risco de diabetes, hipertensão, doenças cardíacas ou depressão.

Já falamos por aqui que adultos precisam em média de 7 a 8 horas dormindo para que o sono seja mesmo reparador, mas essa quantidade de horas pode variar de pessoa para pessoa. No entanto, por conta da rotina e do dia-a-dia, cerca de 35% das pessoas não dormem esse número de horas necessário e recomendado. É importante lembrar que algumas doenças também podem ser causadoras dessas noites mal dormidas e nesses casos é necessário tratar a doença para melhorar a qualidade da sua noite de sono.

Mas, quais medidas podem ser tomadas para melhorar a qualidade do sono? Confira abaixo, 6 medidas/dicas para melhorar a sua rotina e seu sono:

1 – Tenha uma rotina de sono: Horário para dormir e para acordar é importante para a qualidade do sono e também para o corpo, que se acostuma com essa rotina.

2 – Atividades relaxantes antes de dormir: Ler um livro ou ouvir música, são atividades bem vindas.

3 – Prática de exercícios: praticar exercícios regularmente é muito importante para ajudar a regular e melhorar o sono, porém a prática de exercícios nas 3 horas que antecedem o sono deve ser evitada.

4 – Cuidados com a alimentação: Evitar comidas pesadas, bebidas alcoólicas e gaseificadas antes de dormir e alimentos com cafeína após as 16 horas.

5 – O que ter dentro do quarto: pouca luz, silêncio e ausência de tecnologia ajudam a melhorar o sono e a produzir a melatonina, o hormônio do sono.

6 – Uma dormidinha rápida depois do almoço: Você sabe aqueles 15 minutinhos de descanso que gostamos de ter depois do almoço? Esse período de sono, mesmo que pequeno pode ser muito revigorante. Um estudo realizado por duas pesquisadoras australianas mostra que dormir em dois períodos diferentes do dia pode ser muito vantajoso. Dessa maneira são dois períodos por dia de maior atividade, maior criatividade e maior estado de alerta.

 

Fonte: Delas.pt e Folha Vitória

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Contate-nos

Queremos ouvir o que você tem a falar.

Newsletter

Assine nossa newsletter e fique por dentro das novidades.

E-mail:

Inscrever
Remover

Scroll to top
belstaff italia, oakley holbrook, moncler outlet, spaccio woolrich, mbt scarpe jordan scarpe, nike roshe run saldi, canada goose italia,