Invent

O sono virou notícia


Insônia causa depressão?

 

 

 

 

 

A insônia não é o ato de não dormir, mas sim dormir menos horas do que o necessário para a sua saúde.

Uma pergunta frequente é se a insônia causa depressão? Vamos refletir, se você dorme uma noite de mau jeito, na manhã seguinte pode acordar um pouco irritado. Agora imagine não dormir bem uma semana, duas, três… Em alguns meses isso tende a gerar uma irritabilidade crônica que pode desencadear a depressão.

A insônia afeta 1 a cada 3 mulheres e é geralmente causada por ansiedade ou depressão, para homens essa probabilidade não é tão desfavorável. Para ajudar esse distúrbio de uma maneira que não use medicamentos fortes é sugerido a melatonina, porém o uso dessa substância tem que ser contínuo e em horário programado para melhor eficácia. Para idosos, a melatonina também é recomendada porque recupera o ritmo biológico.

Segundo vários estudos científicos, a meditação melhora em 90% a insônia. O método “mindfulness” utiliza frases e mantras que você repete e faz com que sua mente relaxe e entre em tranquilidade, auxiliando a dormir.

Até 30 minutos com dificuldade para dormir é considerado normal, mas caso você demore mais que isso existem alguns passos para seguir que podem ajudar: um ambiente totalmente escuro é ótimo para evitar distrações, trocar a televisão e o celular por meditação e leitura antes de dormir (sugestão de livro: Aprendendo a silenciar a mente – Osho) também são dicas importantes.

Leia Mais...


Regulamento Promoção – Travesseiro Mágico

REGULAMENTO – PROMOÇÃO “TRAVESSEIRO MÁGICO”

Promoção válida em todo o território nacional, no período de 01/03/17 a 13/03/17, realizada pela COTEMINAS S.A., sociedade empresária com sede na cidade de Montes Claros, Estado de Minas Gerais, com filial na Cidade de Blumenau, Estado de Santa Catarina, na Rua Progresso, 150, CEP 89026-200, inscrita no CNPJ/MF sob o nº 07.663.140/0008-65.
Para participar da promoção “Travesseiro Mágico”, no período compreendido entre as 00:00h do dia 01/03/17 às 00:00h do dia 10/03/17, todos os interessados deverão acessar o anúncio de Facebook correspondente na página da Santista (facebook.com/SantistaDecora) , abrindo um formulário que deverá ser preenchido com seus dados pessoais (Nome, CPF, telefone, e-mail e endereço completo para entrega do prêmio), além de responder as três palavras mágicas da promoção. São elas: desenrolar, afofar e usar.
A promoção vai premiar imediatamente as 300 primeiras pessoas que preencherem o cadastro e responderem as palavras mágicas corretamente. Está vetada a participação de pessoas residentes fora do território nacional.
Prêmio: serão distribuídos 300 travesseiros da linha Travesseiro Mágico Santista. Totalizando o valor de R$ 3.585,00 em premiação.
A promotora se compromete a observar os termos de uso da mídia social utilizada na divulgação desta promoção, sendo certo que a promoção é de inteira responsabilidade da promotora, sem qualquer envolvimento ou participação da mídia social utilizada.
A promotora garante a integridade e disponibilidade dos dados cadastrais e materiais produzidos pelos participantes, com segurança, fora do ambiente da rede mundial de computadores.
É proibida a conversão dos prêmios em dinheiro, de acordo com o Art. 15 – Parágrafo 5º do Decreto 70.951/72.
Só será aceita uma participação por CPF. Não poderão participar da promoção os empregados da promotora.
A promotora assume a responsabilidade pela efetivação da promoção e entrega dos prêmios aos vencedores.
A empresa, que é fabricante dos prêmios, comprovará a propriedade dos mesmos em até 08 (oito) dias antes da data da divulgação do resultado, de acordo com o Art. 5º do Decreto 70.951/72.
Os prêmios serão entregues no prazo máximo de 30 dias, contados da data da divulgação do vencedor. Os contemplados receberão o prêmio, sem qualquer ônus, em sua residência, no endereço informado no cadastro da procuração.
O contemplado concorda com a utilização de seu nome, imagem e som de voz exclusivamente para a divulgação da promoção comercial pelo período de até 12 (doze) meses a partir da data de divulgação do resultado.
A promotora desclassificará o participante que utilizar meios mecânicos, robóticos ou fraudulentos para interferir no resultado da promoção.
O participante reconhece e concorda que os dados e materiais publicados diretamente na mídia social utilizada estarão sujeitos às interações da referida mídia, inclusive por outros usuários.
As dúvidas e controvérsias oriundas de reclamações dos consumidores participantes da promoção deverão ser preliminarmente dirimidas pelos seus respectivos organizadores e, posteriormente, submetidas à CAIXA/CEPCO. O PROCON local, bem como os órgãos conveniados, em cada jurisdição receberão as reclamações devidamente fundamentadas, dos consumidores participantes.
Certificado de Autorização CAIXA n° 3-0197/2017

Leia Mais...


Uma noite de sono mal dormida pode influenciar seu bem-estar

Uma noite de sono mal dormida pode influenciar seu bem-estar. Se você está acordando com dores no ombro e nas costas saiba que isso pode ser causado por um colchão e travesseiro inadequados. Além disso, as dores de cabeça também podem estar relacionadas à altura do seu travesseiro.

Você sabia que a principal causa de afastamento do trabalho no Brasil é por causa de dores nas costas? As mulheres são as mais afetadas, devido a vários fatores: entre eles, os hormônios e a gravidez.

É preciso prestar atenção na altura do seu travesseiro. Se ele estiver muito alto pode comprimir um lado da coluna, impedindo a musculatura de relaxar. Já se estiver baixo demais também pode causar um efeito negativo. Seu pescoço precisa estar acomodado de uma forma que fique alinhado à coluna e isso dependerá de acordo com a posição que você dorme.

Para quem dorme de lado, o travesseiro deve formar um ângulo de 90 graus para manter o alinhamento entre o pescoço e o ombro e preencher esse espaço. Para completar, os joelhos devem estar semiflexionados, com um travesseiro entre eles.

Se você dorme de barriga para cima, seu travesseiro precisa auxiliar dando um suporte para a cabeça e deixando as vértebras alinhadas para manter o relaxamento.

Em relação ao colchão, o modelo ideal é aquele que fornece a sustentação para o corpo de acordo com o tipo físico, sem pressionar nenhum ponto. Além disso, deve proporcionar conforto para que os pontos de contato não fiquem doloridos. Ah, e vale lembrar que os modelos mais firmes são um mito para quem tem problemas de coluna.

 

 

Fonte: http://g1.globo.com/bemestar/noticia/2016/08/colchao-e-travesseiro-inadequados-causam-dores-nas-costas-e-no-ombro.html

Leia Mais...


O sono causa efeitos diferentes no cérebro de homens e mulheres

Segundo estudos, o sono pode causar efeitos diferentes no cérebro de homens e mulheres: uma noite bem dormida deixa as mulheres mais inteligentes, enquanto nos homens o efeito é contrário.

Uma pesquisa feita na Alemanha mostra que para as mulheres tirarem benefícios do sono, uma noite bem dormida é essencial. Já para os homens, essa sensação é tida apenas com um cochilo durante o dia.

Os especialistas concluem que o cérebro das mulheres absorve mais benefícios durante o sono noturno.

FONTE: tvi 24.

Leia Mais...


Você sabia que boas noites de sono diminuem o risco de infarto?

Essa questão foi levantada por cardiologistas do HCor (Hospital do Coração) e, segundo pesquisas, a qualidade do sono está totalmente ligada à prevenção de doenças cardiovasculares.

Isso acontece porque noites mal dormidas se transformam em cansaço e mau humor no dia seguinte. Além disso, estudos apontam que a falta ou excesso de sono provocam uma série de disfunções no organismo, ligados a diabetes tipo 2, hipertensão, alterações respiratórias e obesidade.

FONTE: Maxpress.

Leia Mais...


Dívida de sono: saiba o que é e como “pagar”

 

Nós seres humanos passamos cerca de um terço das nossas vidas dormindo. O sono é essencial para uma vida saudável, porém nem sempre conseguimos atingir um sono realmente reparador e reflexos dessas noites mal dormidas se mostram nas atividades do nosso dia-a-dia. Essa “dívida de sono” que acumulamos com essas noites mal dormidas podem ser pagas com algumas mudanças de hábitos e medidas simples.

Primeiramente, é preciso lembrar que o sono é um processo que precisamos passar diariamente, pois é durante o sono que ocorre o controle da temperatura corporal e a produção de hormônios como, por exemplo, o do crescimento. Dormir mal ou dormir pouco durante a noite pode acarretar no dia seguinte em dores de cabeça, sonolência, alterações de humor e menor rendimento intelectual. Em longo prazo, essa “dívida de sono” pode gerar problemas ainda mais graves como obesidade, maior risco de diabetes, hipertensão, doenças cardíacas ou depressão.

Já falamos por aqui que adultos precisam em média de 7 a 8 horas dormindo para que o sono seja mesmo reparador, mas essa quantidade de horas pode variar de pessoa para pessoa. No entanto, por conta da rotina e do dia-a-dia, cerca de 35% das pessoas não dormem esse número de horas necessário e recomendado. É importante lembrar que algumas doenças também podem ser causadoras dessas noites mal dormidas e nesses casos é necessário tratar a doença para melhorar a qualidade da sua noite de sono.

Mas, quais medidas podem ser tomadas para melhorar a qualidade do sono? Confira abaixo, 6 medidas/dicas para melhorar a sua rotina e seu sono:

1 – Tenha uma rotina de sono: Horário para dormir e para acordar é importante para a qualidade do sono e também para o corpo, que se acostuma com essa rotina.

2 – Atividades relaxantes antes de dormir: Ler um livro ou ouvir música, são atividades bem vindas.

3 – Prática de exercícios: praticar exercícios regularmente é muito importante para ajudar a regular e melhorar o sono, porém a prática de exercícios nas 3 horas que antecedem o sono deve ser evitada.

4 – Cuidados com a alimentação: Evitar comidas pesadas, bebidas alcoólicas e gaseificadas antes de dormir e alimentos com cafeína após as 16 horas.

5 – O que ter dentro do quarto: pouca luz, silêncio e ausência de tecnologia ajudam a melhorar o sono e a produzir a melatonina, o hormônio do sono.

6 – Uma dormidinha rápida depois do almoço: Você sabe aqueles 15 minutinhos de descanso que gostamos de ter depois do almoço? Esse período de sono, mesmo que pequeno pode ser muito revigorante. Um estudo realizado por duas pesquisadoras australianas mostra que dormir em dois períodos diferentes do dia pode ser muito vantajoso. Dessa maneira são dois períodos por dia de maior atividade, maior criatividade e maior estado de alerta.

 

Fonte: Delas.pt e Folha Vitória

Leia Mais...


Dormiu 8 horas e continua cansado? Descubra o que pode estar acontecendo!

 

O sono é fundamental para recuperar as energias para o próximo dia. É durante esse descanso diário que as células do nosso corpo se regeneram e ficamos prontos para as atividades que estão por vir no dia seguinte.
Durante o sono, passamos por algumas fases importantes para acordarmos bem no dia seguinte. Cada ciclo de sono que temos durante a noite é composto de cinco fases: a primeira quando estamos cansados e com os olhos “pesados”, a segunda e terceira quando começamos a entrar em um sono mais profundo, a quarta quando estamos realmente dormindo e a quinta quando sonhamos. É durante a quinta fase do ciclo do sono em que realmente descansamos e nossas células se regeneram para o próximo dia.
Levamos em média 1 hora para passar por todas as fases de um ciclo do sono e para realmente descansarmos durante a noite precisamos de 7 a 8 ciclos completos. Por esse motivo, especialistas dizem que precisamos dormir em média 7 a 8 horas por noite, assim passaremos por todos os ciclos a quantidade necessária de vezes.
Mas se você, mesmo dormindo a quantidade de horas recomendadas, continua com sono e cansado durante o dia seguinte, o problema pode não estar na quantidade e sim na qualidade do seu sono!
Vários fatores podem estar atrapalhando o seu sono, desde doenças como asma, ronco ou apneia do sono até mesmo estresse e ansiedade. Para melhorar a qualidade do seu sono, é importante colocar algumas dicas em prática, como: não tomar café, não comer alimentos gordurosos e não praticar exercícios físicos poucas horas antes de dormir. Uma outra dica é tentar dormir em total escuridão e sem aparelhos eletrônicos antes de pegar no sono.
Quer saber como anda a sua qualidade de sono? No aplicativo “Durma bem com Santista”, além de saber como anda a qualidade do seu sono você pode também conferir mais algumas dicas para te ajudar a dormir melhor. O app está disponível para iOS aqui e Android aqui. Confira!

Leia Mais...


O que define nossa hora de dormir e acordar? Descubra!

No início do mês, um estudo americano virou notícia no mundo todo: Quem são os países onde estão as pessoas que menos dormem no mundo?
Você deve ter visto que nós brasileiros estamos entre os primeiros desse ranking (notícia completa aqui). Mas os pesquisadores da Universidade do Michigan não descobriram apenas os hábitos de horários que os participantes dessa pesquisa possuem.
Ao analisar os padrões de sono dos mais de cinco mil pesquisados de 20 países, é possível determinar quais fatores nos fazem dormir e quais nos fazem acordar.

Muito além do cansaço e do despertador
Durante as pesquisas realizadas, notou-se que não é apenas o cansaço e o sono que determinam a nossa hora de dormir. As normas sociais aliadas à genética de cada indivíduo, também interferem nos nossos horários.
E na hora de acordar não é diferente! Além do despertador e dos nossos compromissos sociais pela manhã, a hora de acordar é determinada principalmente pelo nosso relógio biológico.

O problema
O quanto mais tarde vamos dormir, menos minutos de sono temos e assim descansamos menos. O estudo também comprovou que cada meia hora dormida a mais faz muita diferença no desempenho do indivíduo no dia e na saúde de cada um.
Olívia Walch, principal autora do estudo, lembra que essas informações não determinam quantas horas cada pessoa deve dormir por dia, apenas mostram uma média de sono de cada país. O quanto cada pessoa precisa dormir por noite depende de fatores genéticos e pessoais de cada um.

Leia Mais...


Brasileiros estão entre os que menos dormem no mundo!

Um estudo americano publicado na revista Science Advances, com base em dados coletados por meio de um aplicativo de smartphone, descobriu: brasileiros estão entre as pessoas com as noites de sono mais curtas do mundo, juntamente com japoneses e cingapurianos.

Os cientistas descobriram que os brasileiros dormem, em média, 7h36min, ficando em terceiro lugar no ranking. Os cidadãos de Cingapura ficaram com a noite de sono mais curta: uma média de 7h24min. Seguidos dos japoneses com 7h30min.

Isso ocorre porque os cidadãos desses países têm o costume de dormir mais tarde, entre às 23h30 e às 23h50. Diferente dos holandeses e neozelandeses, que vão dormir entre às 22h45 e às 23h e têm as noites de sono mais longas, durando até 8h16min, em média.

Por meio desse estudo, os pesquisadores da Universidade de Michigan também constataram que as mulheres dormem por volta de 30min a mais do que os homens, e que pessoas que trabalham sob o sol tendem a ir para cama mais cedo que as demais.

Sabemos que o sono reduzido pode trazer muitos malefícios, causar um pior desempenho no trabalho e também pode ser o causador de algumas doenças, como a diabete tipo 2. Segundo os pesquisadores, os estudos recentes sobre o sono estão se aprofundando mais e mais no assunto e logo poderão dar mais respostas sobre o quão importante é a hora de dormir na nossa rotina.
Fonte: BBC 

Leia Mais...


Dormiu 8 horas e continua cansado? Descubra as possíveis causas!

 

Todos já sabem que um adulto precisa de 8 a 9 horas de sono para descansar. Mas, e quando você consegue finalmente dormir essas 8 horas e mesmo assim acorda cansado no dia seguinte? Alguns fatores podem estar interferindo na qualidade do seu sono, confira:

 

1. Aparelhos Eletrônicos
Na era da tecnologia, quase não desgrudamos mais dos aparelhos eletrônicos, mas o uso deles antes de dormir pode ser prejudicial para a qualidade do seu sono. Isso acontece porque a luz emitida por eles afeta a produção de melatonina, o hormônio que regula o sono. Quer saber mais sobre como a luz intensa afeta o nosso sono e a produção de melatonina? Confira aqui
2. Posição na qual você dorme
A posição que escolhemos para dormir pode afetar o sono. Dores nas costas ou no quadril podem ser comuns para quem dorme a noite toda de lado, por exemplo. Para reduzir o impacto do seu peso sobre o seu quadril e para manter o corpo alinhado a noite toda, a dica é dormir com uma almofada entre as pernas ou com um travesseiro de corpo.
3. Travesseiro não adequado
Cada posição para dormir e cada pessoa tem um tipo de travesseiro que é considerado ideal. Ele não pode ser nem alto, nem baixo demais e precisa preencher o espaço entre os ombros e a cabeça, dando sustentação para o corpo. Quer saber qual o seu tipo ideal de travesseiro? Faça o teste aqui!
4. Ranger os dentes durante a noite
Se você acorda com dor de cabeça, talvez seja a hora de procurar o seu dentista! É provável que você cerre a mandíbula ou ranja os dentes durante a noite e isso faz com que o seu sono não seja tão produtivo e que você acorde com dor de cabeça.
5.Beber álcool durante a noite
Embora o álcool tenha um efeito sedativo e nos faça adormecer mais rápido, ele também afeta o nosso ciclo normal de sono.
6. Apneia
Um estudo do ano de 2012 aponta que metades das mulheres adultas sofrem com algum tipo de apneia do sono (quando a pessoa para de respirar por alguns segundos durante a noite várias vezes seguidas). O problema leva a noites mal dormidas e pouca qualidade do sono, mesmo dormindo o número de horas recomendadas.

Fonte: noticias ao minuto

Leia Mais...

Contate-nos

Queremos ouvir o que você tem a falar.

Newsletter

Assine nossa newsletter e fique por dentro das novidades.

E-mail:

Inscrever
Remover

Scroll to top
belstaff italia, oakley holbrook, moncler outlet, spaccio woolrich, mbt scarpe jordan scarpe, nike roshe run saldi, canada goose italia,